quinta-feira, 30 de junho de 2011

Teatro na Biblioteca com o 8ºD




  
No último dia de aulas, alguns alunos do 8ºD, orientados pela Professora de Língua Portuguesa Paula Alberty, apresentaram uma peça de teatro. O texto original, uma criação da professora Paula Alberty e dos alunos envolvidos, está repleto de situações cómicas.
O elenco composto pelos alunos, Rúben, Ana Catarina, Siomara, Jeferson e Carla não decepcionou, pelo contrário, estes representaram com ritmo, vivacidade e muito talento.
Assistimos à história de um jovem casal de namorados e dos seus desentendimentos, o que serviu de pretexto para a criação de momentos hilariantes, que provocaram o riso no público presente.
Os actores conseguiram captar a atenção, com o seu à vontade e entrega ao papel. É de realçar o seu empenho na construção do texto, encenação e montagem de cenários.
Estão todos de parabéns, incluindo, é claro, a Professora Paula Alberty que tão bem soube orientar e motivar estes alunos.
Gostei muito do vosso trabalho.
Vamos repetir para o próximo ano?

sábado, 25 de junho de 2011

O e-Book interactivo


Apresento-vos um pequeno vídeo premiado. De William Joyce, premiado autor / ilustrador, The Fantastic Flying Books of Mr Morris Lessmore, é uma história de pessoas que dedicam suas vidas aos livros e de livros que retribuem esse afecto. Usando uma variedade de técnicas (animação por computador, animação 2D) remonta aos filmes mudos e musicais. Vale a pena assistir.


Tornou-se um livro interactivo e foi produzido para o IPad.
Via Bibliotecário de Babel



O que é um e-book?
A palavra e-Book significa Eletronic Book, ou “Livro Eletrónico”. Portanto, um e-Book é, na realidade, um livro no formato digital que pode ser lido em equipamentos electrónicos. Os e-books interactivos são uma proposta interessante de leitura, habilitando-nos a participar na história, e decidir o fim da mesma. Rico em imagens e bastante interactivo, tem vantagens: pode ser enviado rapidamente e sem custos para qualquer parte do mundo, já que é um arquivo digital, pode ser impresso em qualquer computador, facilidade de transporte, e claro o preço, é mais fácil, barato, rápido e lucrativo publicar e distribuir um livro em formato digital, ou seja, publicar um e-Book, do que publicar um livro em formato tradicional.
Assim, serão os livros do futuro, livros com muita interatividade que podem ser lidos, ouvidos, tocados.
Deixo-vos mais dois exemplos:
A Alice no País das Maravilhas  no iPad 
 
Guinness World Records no iPad

quinta-feira, 23 de junho de 2011

O que deves e não deves fazer quando utilizas as redes sociais!

 Assiste com muita atenção a este pequeno vídeo, com recomendações importantes.
Podes saber mais aqui.


quarta-feira, 22 de junho de 2011

Festival Internacional Histórias de Ida e Volta


No próximo fim-de-semana, nos dias 25 e 26, vai realizar-se o Festival Internacional Histórias de Ida e Volta, na Fábrica da Pólvora de Barcarena. 
O núcleo principal do Festival será constituído por dois momentos fundamentais: a realização de Contos no Portal Mágico e o Festival Internacional da Narração com a participação de narradores internacionais e nacionais como Tim Bowley, Rodolfo Castro, Cristina Taquelim, António Fontinha, entre outros.


 

quinta-feira, 16 de junho de 2011

A Decoração da Biblioteca inspirada em Danuta Wojciechowska

A vinda de Danuta Wojciechowska serviu de pretexto para alindarmos a nossa biblioteca e para trabalharmos em conjunto com as outras áreas curriculares. A articulação aconteceu com as Professoras de Língua Portuguesa do 2º ciclo, Manuela Fonseca e Teresa Carvalho, com as Professoras de EVT, Sandra Silva; Liliana Azevedo; Andreia Tourais; Ana Morais; Lurdes Jorge. Também com a Professora de Ciências Luciana Sousa e com o Professor Luís Pissaro de EV. A todos muito obrigada. Queremos agradecer-lhes a disponibilidade, a compreensão, e o trabalho investido neste projecto. Sem ele nada teria sido possível.
Receber alguém como a Danuta encheu-nos de alegria. Quisemos que se sentisse em casa, que compreendesse o quanto valorizámos a sua vinda, o quanto apreciámos a sua presença, por isso construimos  cenários, inspirados na sua arte. A biblioteca ficou muito bonita, as cores, as formas, a inspiração foram da Danuta. Obrigada Danuta.

A Preparação da Actividade

 A visita da Ilustradora Danuta teve várias fases:
1- A preparação
Antes de ir ter com os alunos à sala, Danuta procurou os locais mais indicados para esconder as pistas e os materiais necessários para desenvolver a actividade que tinha projectado.




2-Um Momento Musical

Os alunos do Clube de Música  orientados pela Professora Filipa e pelo Professor Victor, esperaram pacientemente a chegada da ilustradora Danuta para a presentearem com uma interpretação musical verdadeiramente inspiradora.
Foi um momento muito bonito. Brevemente disponibilizaremos o vídeo para que todos possam conhecer.


3- Na Biblioteca

Foi tempo de explicações, de esclarecimentos. A Danuta estava ali à nossa frente, mas não íamos ficar confortavelmente sentados na biblioteca. A Danuta tinha preparado um peddy paper, pensado a partir do livro "O Gato e o Escuro". Mostrou-nos uma mala muito antiga, onde estavam guardadas as pistas. Esperavam-nos desafios, descobertas, aventuras. Estão prontos?


4- 1º Pista

Foi fácil encontrar a pista e descobrir nas texturas da folha amarela os contornos dos gatos.
"Olha, já estou a ver as orelhinhas do gato" "" Passa-me a cola!" "" Sai da frente!"


5-A Linha do Horizonte

"Sabem o que este gato está a fazer?" Pois é, o gato está a saltar, a cair desamparado, mas o gato tem sete vidas...
Vamos desenhar o gato a saltar para o escuro. Dizia a Danuta. De giz na mão todos procuraram corresponder ao que era pedido, criar um gato a transpor a linha do que lhe era permitido como na história de Mia Couto, o Gato e o Escuro.


6-Um Gato com Asas

A nova pista levou-nos a uma árvore, onde estava uma caixa e dentro dela umas asas.
"O ilustrador, tal como o escritor é livre de imaginar, criar o que quiser. Eu tive vontade de desenhar um gato com asas. O que significam as asas? Perguntou Danuta.
"Vontade de voar, liberdade!" gritaram alguns.


7-Nova pista

8- De olhos Vendados

De olhos vendados, mergulhados na escuridão, como o Pintalgato da nossa história, percorremos um caminho e desenhámos um gato com as cores do arco-iris. Espreitamos por um prisma e ficamos deslumbrados com as cores que descobrimos.


A Despedida e o Olho do Gato

Receber Danuta W. foi uma alegria. Durante um mês preparámos a sua vinda. Imaginámos como seria, vimos fotografias, lemos os livros que ilustrou, criámos histórias tendo como cenário as suas ilustrações. Quando chegou todos queriam saber: "É esta a Danuta? É mais bonita..." "Dás-me um autógrafo?"
Receber Danuta foi uma alegria e uma surpresa. Trazia com ela uma mala antiga de onde saíram, ao longo da tarde, materiais e pistas que fomos seguindo. No fim, na biblioteca, ouvimos as suas palavras, esclarecemos as nossas dúvidas, lemos as histórias que criámos, orgulhosamente mostrámos os nossos trabalhos e sentimos uma imensa satisfação.
Foi um privilégio estar com a Danuta. Partilhar da sua alegria, da sua disponibilidade para estar connosco, da sua energia para dar ânimo e motivação aos que estavam com ela, da sua força, da sua criatividade e envolvimento. No final ofereceu a cada aluno o olho do gato, uma moedinha dourada e luminosa que adivinhem, era de chocolate.
Obrigada Danuta. Gostámos muito de a receber na nossa escola.

Alguns trabalhos do 7ºF

video

video

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Feira do Livro


Durante uma semana decorreu a Feira do Livro na biblioteca. Por forma a assegurar a visita de todas as turmas foi elaborado um calendário. As vendas foram satisfatórias e alguns títulos esgotaram logo no primeiro dia.

Visita dos 4ºanos à Ruy Belo


Na segunda quinzena de Maio os alunos dos 4ºanos das duas  escolas do 1º ciclo do Agrupamento, tiveram oportunidade de realizar uma visita exploratória à escola sede. Pretendeu-se com esta visita que os alunos tivessem um primeiro contacto com a sua (possível) futura escola e com o seu respectivo funcionamento. Deste modo, ficaram a conhecer os pontos mais importantes da escola e o processo de utilização dos cartões do aluno.

Vieram 2 turmas de cada vez. Na biblioteca  assistiram à leitura presencial do conto “A Maior Flor do Mundo” de José Saramago  com a utilização de imagens e ainda a um vídeo sobre a vida e obra deste autor, elaborado pela equipa da biblioteca. Esta acção na biblioteca, teve o apoio da animadora Mara, a quem muito agradecemos.
Organização ficou a cargo do Gaaf , da equipa de animação (equipa TEIP) e teve a colaboração da biblioteca.

Entrega de prémios no Dia do Patrono



No Dia do Patrono procedeu-se à entrega dos prémios do Concurso de Poesia aos alunos do  5ºA, 5ºB, 5ºG, 5ºF, 6ºF, 6ºG. O concurso foi uma iniciativa da biblioteca, com a participação dos Professores de Língua Portuguesa. Foram lidos os poemas vencedores, pelos seus autores, que subiram a um  palco improvisado e encantaram com a criatividade e beleza dos versos que criaram. Foram projectados os poemas premiados e revelados os seus autores.
Os premiados do Concurso de Soletração e do Concurso de Ortografia receberam também os seus prémios, tendo sido entregues igualmente os diplomas de participação aos alunos selecionados no Concurso Nacional de Leitura.
Parabéns a todos os premiados.



video






terça-feira, 14 de junho de 2011

Lembrar Ruy Belo



No dia do Patrono, 26 de Maio, o poeta Ruy Belo não podia ser esquecido. Montámos uma exposição alusiva a este grande poeta, com fotografias representativas de vários momentos da vida, com alguns dos seus livros e com um vídeo a que todos puderam assistir. Agradecemos aos professores Luís Píssaro o belíssimo retrato que fez de Ruy Belo e à professora Lurdes Jorge os painéis coloridos que montou. A Biblioteca Pública Ruy Belo disponibilizou uma pequena exposição sobre este autor.Agradecemos a generosidade e a partilha.
Foram lidos poemas por alunos de diversas turmas que visitaram a biblioteca e pela querida Lisa Lemos, uma amiga sempre presente, que dignifica a biblioteca com o seu empenho e dedicação. Com os seus instrumentos musicais conseguiu criar poesia com movimento e com ritmos diversos.
No dia seguinte, com o 8ºD, as palavras do poeta voltaram a ressoar na biblioteca.
Para terminar aqui fica um poema do nosso patrono:

"Conheço as palavras pelo dorso. Outro, no meu lugar, diria que sou um domador de palavras. Mas só eu - eu e os meus irmãos - sei em que medida sou eu que sou domado por elas. A iniciativa pertence-lhes. São elas que conduzem o meu trenó sem chicote, nem rédeas, nem caminho determinado antes da grande aventura.
Sim, conheço as palavras. Tenho um vocabulário próprio. O que sofri, o que vim a saber com muito esforço fez inchar, rolar umas sobre as outras as palavras. As palavras são seixos que rolo na boca antes de as soltar. São pesadas e caem. São o contrário dos pássaros, embora "pássaros" seja uma das palavras. A minha vida passou para o dicionário que sou. A vida não interessa. Alguém que me procure tem que começar - e de se ficar - pelas palavras. Através das várias relações de vizinhança, entre elas estabelecidas no poema, talvez venha a saber alguma coisa. Até não saber nada, como eu não sei."
Ruy Belo "Imagens Vindas Dos Dias", Todos Os Poemas, Assírio & Alvim, 2000 



video

Das Imagens nascem Histórias...

Eis aqui um momento de preparação da vinda da ilustradora Danuta Wojciechowska. No dia 2 de Junho os alunos do 5ºB vieram à biblioteca conhecer o trabalho e a biografia desta artista. Foi-lhes apresentado um filme sobre alguns momentos da sua vida e  muitos dos livros por ela ilustrados.
Depois passou-se à visualização das imagens do livro “O Gato e o Escuro” e com base nelas, e sem revelarmos o belíssimo texto de Mia Couto, os alunos elaboraram uma história coerente onde utilizaram muitos recursos expressivos. Foi criado um Power Point com as imagens digitalizadas do livro.
Por fim, depois de lidas algumas dessas histórias, foi finalmente apresentado o livro "o Gato e o Escuro" com o texto de Mia Couto e as imagens da ilustradora. As histórias foram depois ilustradas pelos alunos e estiveram na biblioteca em exposição.
Podemos então concluir que as mesmas imagens levaram à construção de histórias muito diferentes em termos de conteúdo e de forma.
Das imagens nasceram histórias.

Pintura do Átrio da BE

Nos dias 2, 6 e 7 de Junho alguns alunos do 8º ano da Professora Bárbara Jesus e alunos do ensino especial participaram na pintura e limpeza do átrio da biblioteca. Apesar de alguma confusão inicial, motivado essencialmente pela falta de experiência dos alunos, a actividade decorreu de acordo com o esperado e o resultado foi muito satisfatório. Adquiriram-se materiais, improvisaram-se outros e... mãos à obra.
Queremos agradecer o empenho de todos e muito particularmente a disponibilidade da Professora Bárbara Jesus que acedeu ao nosso convite.
Pretendeu-se envolver os alunos na manutenção dos espaços escolares, como forma de os sensibilizar para a sua preservação.





Exposição "Conhecer o Mundo"


Vem visitar a exposição "Conhecer o Mundo" que resulta de um trabalho conjunto das  turmas do 5ºF, 5ºG e 6ºB. A exposição foi inaugurada ontem pelas 15.30h com uma sessão musical onde participaram as turmas do 5ºC, 5ºD, 5ºD, 5ºE, 5ºF, 5ºG e 6ºB, orientadas pela Professora Vânia Costa. A organização desta exposição foi da responsabilidade das Professoras: Carla Saldanha, Maria Gandra, Vânia Costa e Lurdes Jorge. Em breve disponibilizaremos as fotografias deste evento.

123º ANIVERSÁRIO DE FERNANDO PESSOA


Retrato do Poeta Fernando Pessoa 1954, obra de
 Almada Negreiros
Fernando Pessoa, um dos maiores poetas da língua portuguesa, nasceu em Lisboa no dia 13 Junho 1888 e faleceu em Lisboa no dia 30 Novembro 1935, aos 47 anos .  Celebraria 123 anos. Podes conhecer a sua história aqui.


 RETRATO DE FERNANDO PESSOA
“Era um homem magro, com uma figura esguia e franzina, media 1,73 m de altura. Tinha o tronco meio corcovado. As pernas eram altas, não muito musculadas e as mãos delgadas e pouco expressivas.
“Vestia habitualmente fatos de tons escuros, cinzentos, pretos ou azuis, às vezes curtos. Usava também chapéu, vulgarmente amachucado, e um pouco tombado para o lado direito.
“O rosto era comprido e seco. Por detrás de uns pequenos óculos redondos, com lentes grossas, muitas vezes embaciadas, escondiam-se uns olhos castanhos míopes. O seu olhar quando se fixava em alguém era atento e observador, às vezes mesmo misterioso. A boca era muito pequena, de lábios finos, e quase sempre semicerrados. Usava um bigode à americana que lhe conferia um charme especial.
“Embora não muito dado ao riso, Fernando Pessoa tinha uma certa ironia e algum humor, sobretudo se estava bem disposto, o que acontecia algumas vezes quando os amigos mais próximos o desafiavam para jantares. Curiosamente libertava-se então da sua timidez e gesticulava de um modo mecânico e repetitivo, deixando escapar um riso nervoso, às vezes irritante.
Um homem solitário e reservado, pouco dado a conversar com estranhos.

“Dotado de um carácter bastante complexo, era, apesar de tudo, um homem simples com uma grande inteligência e de uma extrema sensibilidade... era reservado e não gostava falar de si nem dos seus problemas, protegendo o mais possível a sua privacidade. […]
Fobias
“Sabe-se, também, que Pessoa tinha algumas fobias: não suportava que lhe tirassem fotografias, não gostava de falar ao telefone e tinha terror às trovoadas.” […]
Colecções
“Sabe-se que coleccionava postais e que era filatelista. Para além de gostar de ler, e a sua biblioteca comprova os muitos livros que “devorou”, apreciava música clássica: Beethoven, Chopin, Mozart, Verdi e Wagner foram seguramente alguns dos seus compositores favoritos.”
Amigos
“Apesar da sua vida retirada, monástica quase, Pessoa teve amigos. Tal facto não é de estranhar porque era um homem bondoso, de uma grande nobreza de carácter, sempre disponível para ajudar os outros.” […)


In: À mesa com Fernando Pessoa/Luís Machado; pref. Teresa Rita Lopes.- Lisboa: Pandora, 2001. 








sábado, 4 de junho de 2011

Encontro com a ilustradora Danuta Wojciechowska


Quinta-Feira, dia 9 de Junho vamos receber uma convidada muito especial. A ilustradora Danuta Wojciechowska vem à nossa escola no âmbito do Programa “Os Escritores vão à Escola” promovido pela Divisão da Educação da Câmara Municipal de Sintra.
Traz com ela um livro que ilustrou em 2001 ,“O Gato e o Escuro” de Mia Couto. Vai ser o mote para o encontro que a ilustradora vai proporcionar a três turmas do 5ºano. Os alunos do 5ºA, B e C têm estado a preparar alguns trabalhos, feitos com base nas ilustrações do livro mencionado, num trabalho articulado entre a biblioteca e os professores de Língua Portuguesa, Estudo Acompanhado e Educação Tecnológica.
“ Das ilustrações nascem histórias ” foi este o mote para o trabalho que os alunos estão a desenvolver.

“Às vezes as ilustrações podem mostrar coisas que não se conseguem dizer” Diz-nos Danuta. Vamos esperar para ver se conseguimos mostrar tudo o que a ilustradora quis dizer nas suas imagens.

Quem é Danuta Wojciechowska?
Nascida em 1960 no Quebec, Canadá, Danuta Wojciechowska imigrou para Zurique onde tirou a licenciatura em Design da Comunicação com pós-graduação em Educação obtida em Inglaterra.
Mudou-se para Lisboa em 1984 e em 1992 fundou o atelier “Lupa Design”, onde se dedica ao design, ilustração e cenografia.
No seu currículo conta já com um Prémio Nacional de Ilustração em 2003, quatro menções especiais do júri em 1999, 2000, 2001 e 2002. Foi candidata por Portugal ao Prémio “Hans Christian Andersen Awards”, um dos galardões mais importantes do mundo na literatura infantil.
Nos seus cerca de 20 trabalhos ilustrativos contam as obras:



 Queridos alunos

Aqui estão as imagens que a ilustradora Danuta Wojciechowska criou para a história O Gato e o Escuro de Mia Couto. Tentem descobrir significados e entrem dentro deste universo de cores.
Era uma vez...

sexta-feira, 3 de junho de 2011

O dia em que Portugal conquistou a Liberdade.

video
Todos os anos o Grupo de História em articulação com a biblioteca dinamiza uma palestra sobre o dia em que Portugal conquistou a Liberdade. Este ano não foi excepção. No dia 13 de Maio as quatro turmas do 9ºano participaram no encontro com o sr. José Neto, membro do Partido Comunista Português. Falou-se do tempo em que só havia um partido político, a Acção Nacional Popular, que apoiava o governo; em que não havia eleições livres; em que as mulheres não podiam viajar sozinhas para fora do país sem autorização escrita do marido; em que não se podia dizer mal do governo e quem o fizesse era preso; em que os jovens passavam quatro anos na tropa, dois dos quais na guerra.
Lembrou a polícia política, com milhares de informadores que escutavam todas as conversas; as prisões políticas; a fuga de Álvaro Cunhal; a censura aos jornais, ao cinema, ao teatro; o general sem medo, Humberto Delgado, entre outros temas, para uma plateia já conhecedora deste assunto, mas que aproveitou para colocar questões que foram respondidas pelo orador.
Interessante, esclarecedor, pedagógico.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...